COMPARTILHANDO NOSSOS APRENDIZADOS DO DIA A DIA

Buscar

10 percepções de como manter a criatividade e o engajamento dos times

Atualizado: Ago 31

"Como entregar resultados com a mesma qualidade e produtividade em homeoffice?"


Essa dúvida, junto à todas as transformações desse momento, acaba colocando em prova o potencial criativo, produtivo e até mesmo de bem-estar diante das atividades que são realizadas. Por isso, considerei relevante compartilhar com vocês 10 percepções minhas que podem ajudar a criar ou manter a criatividade e engajamento dos times, independente se estes estão trabalhando de forma remota ou presencial. Vamos lá...


Aproveite e confira mais informações sobre pessoas, empatia e nossos negócios


1. Crie um ambiente seguro com relações de confiança


Primeiro de tudo você precisar criar e provar que, o ambiente de trabalho a qual você e seu time estão inseridos é seguro, onde as pessoas tem a liberdade de se posicionar com suas ideias, opiniões e sugestões de melhorias. Aliado à isso, criar uma relação de confiança com as pessoas inseridas nele é imprescindível. Por isso, indica-se conversas saudáveis e que tratam de assuntos que às vezes vão além do trabalho, entendendo também o que as pessoas tem como hobbie, o que gostam de fazer em seu tempo livre, o que é prioridade e valor para elas, e como todo esse contexto de incertezas tem impactado na vida delas.


Isso te ajudará a entender melhor aqueles que convivem com você no trabalho, fazendo com que você identifique melhores maneiras de lidar com estes no dia-a-dia e em momentos desafiadores, tornando assim, o ambiente de trabalho mais leve e saudável.


2. Dê autonomia para as pessoas


Mas o que é autonomia? É liberdade com responsabilidade. Se entendemos e conhecemos as pessoas que fazem parte do nosso time de trabalho, nada como avaliar a maturidade e habilidades destas para saber quando e como pode-se dar autonomia. Principalmente agora com o movimento em massa para o homeoffice, sabemos que é impossível ficar controlando minimamente quando e como as atividade estão sendo realizadas. E ufa, ainda bem!


O ideal é que isso não aconteça nem de forma presencial, ok? Foi-se o tempo em que as pessoas precisam ser produtivas exatamente das 08:00hrs às 12:00hrs e das 13:00hrs às 17:00hrs. Esqueça o microgerenciamento, precisamos entender que temos objetivos a cumprir dentro de algumas restrições como tempo, dinheiro e outros recursos. Vamos focar na entrega dos resultados, na satisfação dos stakeholders e deixar que as pessoas decidam qual a melhor forma e caminho que as levarão ao cumprimento dos objetivos, de acordo com suas habilidades, experiências e autoconhecimento.


Profissional do futuro no agora? Conheça as habilidades para navegar na complexidade e inovar


3. Opte por uma comunicação transparente e feedbacks contínuos


Além de realizar uma comunicação positiva, saudável, adequada e com muita clareza, é importante a aplicação de ciclos de feedbacks com recorrência. Pode-se criar rituais onde uma vez por semana, ao final de cada projeto ou sprint as pessoas apresentam suas percepções quanto à performance, aos resultados no desenvolvimento das atividades, na resolução dos desafios propostos e até mesmo sobre a postura de trabalho diária dos colegas com o coletivo.


É importante ter uma cultura organizacional aberta para opiniões e sugestões, enfatizando as coisas boas que vem se realizando, mas principalmente, dando sugestões de melhoria, oportunizando que as pessoas entendam e percebam pontos específicos que podem ser melhorados, podendo assim obter a realização de melhoria contínua.


4. Permita que as pessoas te ensinem algo


Todos nós temos conhecimento, vivências e experiências diversas que podem ser compartilhadas para agregar no repertório do coletivo dentro de uma organização. A questão é que muitas vezes apenas os especialistas, os mais experientes ou a alta gestão tem a oportunidade de expor esse repertório dentro dos negócios, o que acaba gerando pouco reconhecimento e pertencimento dos outros que o compõem.


Para mitigar isso, a dica é permitir que qualquer um possa ensinar algo para todos, independente do cargo destas no empreendimento, do estagiário ao CEO, do analista ao diretor. Permita que as pessoas compartilhem seu conhecimento e se sintam úteis e pertencidas no ambiente de trabalho.


5. Estimule à criatividade em tudo no dia-a-dia


A criatividade é uma habilidade essencial para qualquer negócio que deseja ser minimamente competitivo neste momento desafiador de crise. Seja ela utilizada para desenvolver produtos, serviços e processos, sabemos que ela parte de uma iniciativa pessoal e comportamental que pode ser desenvolvida a partir da cultura de uma organização. Por isso, fomentar atividades criativas em todos os níveis e áreas dentro de um empreendimento é essencial.


Comece fazendo tipos diferenciados de reuniões, modelos visuais, dinâmicas colaborativos para que as pessoas possam expor suas percepções de forma aberta e segura, elencando os desafios que vem encontrando e ideando novos meios e formas para solucioná-los. A criatividade é uma das principais habilidades do profissional do futuro, pois é meio para a inovação e pode garantir a sobrevivência de um negócio.


Com a implementação desses primeiros passos, você perceberá que alguns resultados já começarão a aparecer. Mas tem mais...


6. Tenha tolerância ao erro


Quando falamos de inovação e criatividade, falamos também de um processo de tentativa e erro, com experimentações constantes que envolvem muitos aprendizados. No entanto, atualmente ainda existem crenças e culturas organizacionais que não criam um ambiente seguro para isso, o que acaba gerando um bloqueio criativo e o receio das pessoas experimentarem coisas novas, formas diferentes de resolver problemas e de entregar valor.


Por isso é importante permitir que as pessoas errem, e principalmente, que elas aprendam com isso. O estabelecimento de uma cultura tolerante ao erro, reduz a tendência que o indivíduo tem de seguir os mesmos caminhos e processos sempre. As pessoas não podem deixar de experimentar coisas novas por medo de errar, então seja tolerante, mas esteja atento se todos estão tirando os devidos aprendizados com eles.


7. Trabalhe com propósito


Quando tem-se objetivos claros e bem definidos, com consciência sobre o planejamento estratégico organizacional, alinhado à percepção da visão a ser atingida e entendendo o porque da realização e cumprimento das atividades, é possível transformar as horas de dedicação em um processo prazeroso e de realização.


Trabalhar com um propósito definido é como trabalhar com uma mola propulsora de satisfação que irá conduzir o processo à entrega de muito valor. Conecte o propósito organizacional com o sentido individual, dê voz às pessoas e tenha escuta ativa para com elas, peça opinião em decisões estratégicas, cocrie soluções e reconheça de forma coletiva, bons resultados são originários de uma forte cultura de conhecimento do negócio por todos.


8. Busque pela comunicação transparente e escuta ativa


Todos nós passamos por dias bons e outros nem tanto assim. Já ouvi muitos dizerem que não devemos levar problemas pessoais para o trabalho e misturar as coisas, no entanto, acredito que somos um ser único e não temos como separar a pessoa e profissional que somos, um reflete totalmente no outro.


Por isso, quando perceber alguém no trabalho em um dia não tão bom, evite reprimir, acolha e pergunte se está tudo bem, se você pode fazer algo que possa ajudar e mesmo que não possa, muitas vezes apenas uma escuta ativa pode fazer com que o ambiente de trabalho fique mais leve e seguro. Ser sincero e colocar seu ponto de vista ou a situação em que se está passando também é importante para que a empatia possa ser colocada em prática nesses momentos.


9. Alinhe expectativas


Alinhar as expectativas é imprescindível para que possamos evitar erros e frustrações futuras. Muitas vezes dentro de um negócio, temos objetivos e interpretações diferentes de nossos colegas, nosso chefe ou outras pessoas, mas nada que uma boa comunicação para alinhar isso. Por isso, tome como hábito o alinhamento das expectativas, pergunte se as percepções do outro são as mesmas que a sua, se estão de acordo, se há capacidade de cumprir determinada atividade ou projeto. Fazendo isso com frequência, permite com que as frustrações reduzam em grandes níveis.


10. Fomente uma cultura para colaboração


Nada como uma boa cultura de colaboração, cooperação, companheirismo e integração das áreas. Trabalhar em conjunto e com pessoas diversas, amplia o repertório de conhecimento e experiências, nos permitindo a entrega de soluções mais criativas e com potencial de resolução de problemas de forma mais rápida.


A inovação por exemplo, é algo que vem se tornando cada vez mais global e transversal à todos os negócios e áreas com características multidisciplinares, colaborativas e abertas. Por isso, empresas que conseguem trabalhar com a cultura da colaboração, absorvendo essas características em seus processos do dia a dia, obtém o ganho de vantagem competitiva e se diferenciam dos concorrentes.


Saiba mais também sobre: Inovação, menos certeza e mais experimentação


Esses drives dependem da qualidade do clima organizacional assim como da cultura estabelecida pelo empreendimento.


"Pessoas costumam responder melhor aos desafios quando admiram, confiam e se sentem cuidadas"


Que vocês possam levar as dicas compartilhadas para seu dia-a-dia no trabalho para obter a sinergia entre bem-estar e resultado em meio à tantos desafios.


Aproveite e confira abaixo o nosso teste sobre como está a cultura de inovação do seu negócio, um assessment para que você possa medir a cultura inovativa do seu empreendimento nos 6 elementos que envolvem uma cultura de inovação: valores, comportamentos, clima da empresa, recursos, processos e a forma com que o sucesso é medido.


Aproveite e conheça se o seu mindset é ágil ou tradicional:


Obrigada pela leitura. Deixe um comentário sobre como você tem mantido a criatividade e o engajamento no seu dia a dia.


Um abraço (virtual), e até a próxima!







Camila Bardini

DRIN

Impact Hub Floripa Primavera

Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia ACATE

Salas 1-2

Rod. José Carlos Daux, 4150 - Saco Grande, Florianópolis - SC

  • YOUTUBE  - DRIN Drudi Inovação em Negócios
  • Linkedin  - DRIN Drudi Inovação em Negócios
  • Facebook - DRIN Drudi Inovação em Negócios
  • Instagram - DRIN Drudi Inovação em Negócios
logo_DRIN_01.png

Drudi

Inovação em Negócios